31/03/2015

Dor Ciática


 

O que é


Dor ciática é a dor causada por alguma irregularidade que acomete o nervo Ciático.
Este nervo é o mais longo do nosso corpo e tem sua origem na coluna lombar estendendo-se por toda a perna.

Muitos pensam que o nervo Ciático provoca dor apenas na parte traseira da perna ou nas Nádegas, mas não é bem assim.

Todos os nervos que se localizam abaixo da linha do quadril podem ser chamados de Ciático, pois eles têm sua origem entre a primeira e a quinta vértebras lombares inervando até a ponta dos dedos dos pés.

Ao saírem da Coluna Lombar, estes nervos se ramificam e cada ramo passa a ter um nome diferente, dependendo da região em que se encontra.

No desenho acima, podemos ver o trajeto que cada nervo percorre a partir da coluna.

Este trajeto recebe o nome da vértebra onde se origina (L1, L2, L3 e assim por diante).


Entendendo o nervo


Os nervos funcionam exatamente como fios elétricos. Os elétrons sempre caminham pela parte externa do nervo onde existe uma camada chamada Bainha de Mielina.

Esta bainha é a responsável pela condução dos impulsos elétricos, sejam comandos (para movimentar os músculos) ou mensagens para o cérebro como dor, calor, sensibilidade e outros.

Quando esta bainha está danificada, seja por uma compressão, inflamação ou degeneração, os impulsos ficam mais lentos e escaços ou, simplesmente, não são enviados. Nestes casos temos a perda de força e a diminuição ou perda total da sensibilidade.

No caso de uma compressão, o nervo inflama provocando dor, que pode estar acompanhada ou não da perda de sensibilidade e comando.

Tudo vai depender do ramo que está comprometido, da gravidade e da duração do processo inflamatório.

A dor pode ser simplesmente no trajeto do nervo, sem que a coluna fique dolorida, ou ainda, em apenas parte do trajeto.

Compreendendo a dor nas costas


Quando a dor é difusa, seja em um dos lados da coluna ou em ambos, ela é proveniente das articulações da coluna. Seus nervos "espalham" a dor para a região da musculatura paravertebral.

Já uma dor central e pontual, é indicativa de uma compressão no disco intervertebral.

Ambas podem estar juntas ou isoladas, mas sempre representam que existe uma inflamação.

Um processo inflamatório sempre produz um edema. Este edema nós chamamos de Edema de Ocupação, pois é uma formação de líquido (inchaço interno) que vai ocupar os espaços por onde passam os nervos.

O Edema de Ocupação pode determinar a compressão sobre o nervo e causar danos.

Diferenciar a compressão do nervo por um toque do disco ou pelo Edema é fundamental para o tratamento.

Se o disco tocar o nervo, há grandes chances de que o Cérebro se desligue, levando o paciente à perda da consciência. Isso para poder suportar a dor. Em mais de 25 anos de consultório, acompanhei apenas um caso em que o paciente desmaiou pela dor.

Causas prováveis


A causa mais comum é o desalinhamento de um conjunto de vértebras que vai determinar a compressão do disco ou das articulações da coluna.

A compressão do disco causa a sua degeneração com desidratação e perda da altura. Já a compressão das articulações vai causar Artrose.

A Artrose é o endurecimento da cartilagem que protege as articulações, como se fosse um calo. Isso pode ficar dolorido, dependendo do grau, mas precisamos ter a clareza de que isso á apenas a consequência de um esforço mecânico que deve ser corrigido.



Outras causas podem ser relacionadas ao próprio processo de envelhecimento, onde temos a degeneração natural do nosso corpo e não seria diferente na coluna.

O tratamento


Tradicionalmente, no Brasil, trata-se apenas os sintomas, com uso de drogas.

Em países como EUA, onde a Quiropraxia já é regulamentada desde 1895, o tratamento pode ser acompanhado por medicamentos, mas a correção do desalinhamento das vértebras que provocam estes problemas é tratado por um Quiropraxista.

Acredito que agora ficou mais fácil compreender que quando temos uma compressão, seja do disco ou das articulações da coluna, nós temos um desalinhamento de um conjunto de vértebras. Este é um processo mecânico e não fisiológico.

A inflamação e a dor que acompanham são processos fisiológicos e podem ser tratados com drogas, mas elas são apenas os sintomas de uma compressão.

O Quiropraxista deve fazer as correções posturais e biomecânicas. Já o processo inflamatório pode ser combatido com técnicas associadas à Quiropraxia.

No meu consultório tenho por hábito eleger uma ou mais técnicas para ajudar no tratamento.

Entre as técnicas que mais gosto de usar estão a Acupuntura, Aurículo Terapia, Espiral "Tape", "Kinésio Tape" e exercícios específicos para as regiões afetadas.






Dr. Cervantes- Quiropraxista e Acupunturista