23/03/2015

Narguilé é mais prejudicial que cigarro, alerta a OMS




Se durante suas reuniões de família e amigos o narguilé está sempre presente, cuidado.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), não existe consumo seguro de tabaco, incluindo charuto, cachimbo, cigarro e o próprio narguilé.
Muito utilizado na cultura árabe, indiana e turca, o narguilé é um cachimbo de água preparado com um fumo especial, feito com tabaco, melaço e frutas ou aromatizantes.
Ele funciona da seguinte maneira: o tabaco é aquecido e a fumaça gerada passa por um filtro de água antes de ser aspirada pelo fumante, por meio de uma mangueira.
Fumar narguilés pode causar mais males à saúde do que os cigarros, alertou um especialista da Organização Mundial de Saúde (OMS), durante a Conferência Mundial de Tabaco, realizada em Abu Dhabi.


Uma única tragada no narguilé é praticamente igual (450 ml) ao volume de fumaça inalada de um cigarro inteiro (500 ml). E que uma sessão inteira com o utensílio pode ser o mesmo que fumar de 20 a 30 cigarros.


Usado inicialmente no Oriente Médio e no Norte da África, o narguilé tem se tornado popular em todo o mundo. Por isso, especialistas que participaram da conferência cobram que governos regulem o uso do utensílio da mesma forma que outros produtos de tabaco.

Os aromatizantes adicionados ao tabaco são ainda um apelo maior para jovens fumantes, alerta Gemma Vestal, da Iniciativa Livre de Tabaco da OMS, acrescentando que anteriormente o hábito era domínio de homens mais velhos, porém “jovens entre 18 e 24 anos, urbanos e educados” estão progressivamente aderindo à prática.

A OMS afirma que os efeitos prejudiciais incluem o impacto nos sistemas respiratório, cardiovascular e de saúde oral.


Adaptado por: Dr. Edward L. Cervantes