16/06/2016

EXAME DETECTA ALZHEIMER EM ESTÁGIO INICIAL COM 100% DE CERTEZA


O mal de Alzheimer é responsável, de longe, pelo maior número de demência no mundo.

Apesar de haver um grande número de estudos para tratar pacientes com Alzheimer, estes tratamentos ainda estão um pouco longe de obterem resultados confiáveis, porém os são bastante promissores.

A boa notícia é que segundo o Dr. Robert Nagele, membro da equipe da Universidade de Rowan, nos EUA, já é possível detectar a doença muito antes que ela se manifeste.

Um tratamento precoce pode facilitar a vida de quem já possui a doença que, mesmo não tendo cura, com um tratamento correto o paciente pode retardar seu aparecimento ou minimizar os danos causados ao cérebro.


Este novo teste pode diagnosticar a doença, aproximadamente, 10 anos antes que ela se manifeste. Um prazo de 10 ou 20 anos antes que a doença se manifeste já pode facilitar a vida que quem, certamente, desenvolverá a doença.

Além dos benefícios concedidos aos pacientes com Alzheimer, detectados precocemente em 98,7% dos casos, este mesmo método método também detectou 98% dos casos de Parkinson na fase inicial, 100% dos casos de esclerose múltipla e 100% dos casos de câncer de mama.

Como o Alzheimer é responsável por 50% a 80% dos casos de demência no mundo, esperamos que pesquisas como esta possam ajudar a melhorar a vida de quem tem probabilidade de desenvolver esta e outras doenças.

O diagnóstico antecipado, apesar de não promover a cura, permite que o paciente leve uma vida mais regrada e tome os cuidados necessários para ter melhor qualidade de vide.



Adaptado de: http://www.sciencealert.com/scientists-have-developed-a-blood-test-that-detects-early-alzheimer-s-disease