05/04/2017

USO DE ANALGÉSICO CAUSA EPIDEMIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS



A "Gazeta de Harvard" publicou no dia 31 de março de 2017 uma discussão sobre a necessidade de se reprimir o uso de analgésicos nos Estados Unidos.

Está instalada na América uma epidemia de opiáceos segundo Peter Shumlin, um dos palestrantes, "a crise é 100% evitável e a solução é parar de distribuir medicamentos como se fossem doces..."

Segundo Sheila Burke, moderadora do debate e professora de política pública na Harvard Kennedy School "a taxa de overdose dos opiáceos prescritos, como OxyContin, quadruplicou desde 1999, e em 2015 houve quatro vezes mais mortes por opióides, prescritos ou não, do que por violência armada".


Shumlin acrescentou que "grande parte dos pacientes que se tornaram viciados em OxyContin se voltou para as drogas de rua como um substituto mais barato e prontamente disponível - tornou-se uma epidemia em Vermont".

Vermont tomou medidas drásticas como a descriminalização do abuso de opiáceos, pois o custo de encarcerar um viciado por um ano é maior do que um ano de aula em Harvard - isso poderia ser aplicado ao tratamento dos viciados. O estado também apertou seus padrões para a prescrição de analgésicos visando a sua utilização.


"Por que não voltar para onde estávamos quando a Aspirina e Tylenol eram prescritos, em vez de heroína em forma de pílula? Os interesse financeiros são o problema", disse Shumlin.


Armstrong acrescenta que "as prescrições de opioides estão agora tão difundidas que um dos novos produtos médicos é uma droga para tratar constipação em usuários de opioides.


Um curso online, "The Opioid Crisis in America", foi lançado esta semana através do HarvardX. O curso analisa o desenvolvimento da epidemia e as opções de tratamento e recuperação.



Adaptado por: Dr. Edward L. Cervantes

Fonte: http://news.harvard.edu/gazette/story/2017/03/clear-solutions-murky-path-forward-discussed-in-harvard-panel-on-opioid-crisis/?utm_source=SilverpopMailing&utm_medium=email&utm_campaign=04.03.2017%20(1)